segunda-feira, 30 de maio de 2011

GRITO DA QUADRILHA TRADICIONAL

GRITO DA QUADRILHA TRADICIONAL
-Atenção... damas e cavalheiros! Grande passeio! Cumprimentando o pessoal!(entram de mãos dadas e dão uma volta completa)

-Cumprimentando o grande público! (abanam as mãos, todos sorrindo)

-Animação! Preparar para o cumprimentê!Cada par, para seu lado!(cada casal enfileira: um para direita, outro para esquerda)

-Damas ocupando seus lugares!(aguardar damas para um só lado e cavalheiros também)

-Cada par, de frente com seu cavalheiro!

-Preparar para o cumprimente de damas...Anavantu de damas! Cumprimentê das damas! Anarriê!

-Preparar para o cumprimente de cavalheiros...Anavantu de cavalheiros! Cumprimentê de cavalheiros! Anarriê!

-Anavantu de damas e cavalheiros! Cumprimentê geral! Olha o tu!

-Grande passeio! Damas por dentro...cavalheiros por fora...

-Levantando poeira! Grande passeio!

-Agora, preparar para o vôo do gavião! Atenção...Voa para frente gavião! Esse gavião está mole demais, voa gavião! (Até chegar ao par)

-Vamos lá? Voa gavião (seguir até chegar nos pares e gritar-se-á o olha o tu)

-Grande passeio!

-Preparar para o grande túnel! (dão as mãos espalmadas-mãos que estão juntas e, a outra para trás; segue na fila e o primeiro (o puxador) deve vir de costas por dentro do túnel) Quando o puxador chegar na frente...

-Olha o túnel de volta! (o primeiro volta de frente iniciando outro túnel até o último. Quando o último chegar, o puxador sinaliza para que dê seqüência na quadrilha)

-Grande passeio! Atenção! Parados em seus lugares!

-Preparar para o serrote! Olha o serrote aí, gente! (marcar duplas que vão para frente intercalando-se) Serrou! Tornou serrar!

-Agora, preparar para a onda!(aguardar que eles abaixem de mãos dadas) Olha a onda...(um lado inicia levantando e abaixando cada casal por sua vez dando impressão de onda) E foi!(para um lado a onda) E veio! (para outro lado a onda);Já passou a onda!(levantam todos;

-Animação! Vamos para o grande passeio! Animação! Atenção, pessoal!

-Caminho da roça! Dama na frente do cavalheiro!

-Atenção, olha a chuva! (meninas mãos na saia e meninos tiram o chapéu cobrindo a dama e, ele se cobre com a outra mão) Já passou!

-Vamos atravessar o grande Rio Vieira! Arregaçando as roupas! Já atravessamos! (todos gritam: Oba!)

- Olha o lambisame, pessoal! Todos: Sê besta, trem! Me pavora, não! Amém seu Tião!

-Animação! Olha a o formigueiro! (cavalheiros tentam matar, com o chapéu as formigas na dama) Virge mas tem formiga! Já foram pro Arraiá! (todos: Ufa!)

-Olha a mulher de 7 metros! (todos se jogam no chão) Era mentira!(levantam ocupando seus lugares) Ufa!

-Uau! Veja a irmã Beata! (damas simulam embalar um bebê nos braços) É mentira!

-Ihhh! Olha o pai da noiva! (cavalheiros saem e as damas desfilam sozinhas) É mentira!(voltam os cavalheiros)

-Tá dando meia noite!(todos falam: dão, dão, dão!) Olha o lambisame! (meninos ao centro protegendo-se e as meninas formam um cordão por fora protegendo os meninos) Já passou o lambisame! Todos falam: Amém, seu Tião! -Animação!

-Olha a confusão! (moças fingem que caem e os rapazes abaixam-se velozes para levantá-las e elas levantam. Eles levantam e elas abaixam desencontrando-se duas vezes todos juntos) Chega de confusão!(seguem normalmente)

-Olha a boneca teimosa! (meninas caem e fingem estar mole) Meninos tentam levanta-las e elas moles... Que se pode fazer?

-Pára de ser teimosa, boneca...(elas sorriem e levantam voltando ao normal)

-No arraiá tem pipoca? Tem sim sinhô! Tem algodão doce? Tem sim sinhô! Tem milho cozido! Tem sim sinhô! Tem Pão de queijo? Tem cocada? Tem Canjica? E o vaca atolada? Tem sim sinhô!

-E no Arraia o que tem? Tem anjim do Pedacin! O quê? (gritam respondendo: Tem anjim do Pedacin! Então Animação!

-Olha a onça! Era mentira! (as moças dão dois passos para o centro da roda, fingindo ter medo e os rapazes mostram valentia à procura da onça segurando o chapéu) Era mentira, pessoal! (As meninas fingem ser a onça e tentam unhar os meninos)

-Olha o tiroteio! (meninos caem duros ao chão e damas fingem chorar, dançando perto deles) Já passou! (Oba!)

-Animação! Preparar para o cestinha de fulô!

-Preparou?Cestinha de fulô! Preparou? Óia a cestinha de fulô aí, minha gente! Preparô? (seguir até todos gritarem)

-Animação! Grande passeio!Damas pelo lado de dentro...

-Levanta poeira, Zé do brejo! Saracoteia, Maricota! Olha a estrela, pessoal! (Todos olham para o céu: meninos para dentro e meninas para fora uma só vez) Todos voltam ao par e gritam(Oba!). Olha o tu!

-Preparar para o caranguejo! (cada par entrelaça as mãos atrás) Caranguejo andou pra trás!(abaixam e vão de ré) Andou pra frente!(levantam e seguem e frente) Trocou de par!(caranguejo vai para trás- segue trocando até todos participarem)

-Atenção para o grande passeio!

-Atenção pessoal! Parados em seus lugares... Preparar para o vôo da andorinha! Olha o tu!

-Voa andorinha! Ajoelhou tem que rezar! Voa andorinha! Namorinho da cidade! Voa andorinha! Namorinho da roça! Voa andorinha! Cumprimentê de damas! Voa andorinha!Tô de mal...(eles abaixados e, damas dançam de costas para eles) Tô de bem...(eles abaixados e, damas oferecem a mão para ele simular beijo) Voa andorinha! Cumprimentê de cavalheiros! Voa andorinha!...(seguir alternando a fala até chegar aos pares com o olha o tu!)

-Grande passeio! Animação! Caminho da roça! Damas a frente do cavalheiro...

-Cavalheiros parados em seus lugares, damas preparar para o passeio da margarida...(só damas passeiam entre os cavalheiros) Passeia margarida... Chega de passear, margarida! Camin da roça!

-Olha o tu! Caminho da roça, damas a frente...

-É hora do desprezo! (Aguardar três casais e falar: Quem desprezou, desprezou. Quem não desprezou, não despreza mais! Olha o tu!
-Dançando e preparando para a dança da vassoura! (entra um participante de fora com uma vassoura e escolhe alguém para dançar. A dama que ficar sem par, fica com a vassoura e vai depois tirar outro para danças... aguardar um pouco e gritar...Vamos para o grande passeio!

-Preparar a grande roda! Preparou?Girando para a direita! (todos gritam: Ooo!) Girando para a esquerda!(Oooo!) Parou! Animando em seus lugares! Damas por dentro!Preparando para coroar os cavalheiros! Corou!

- Atenção preparar para o grande caracol! Pra direita! (aguardar o enrolar e o desenrolar do caracol)

-Preparar para a despedida! Muito obrigado, pessoal e até o 25º Arraiá do Pedacinho do Céu em 2010!


CASAMENTO DE Festa junina


Adaptação de: Lílian Jane (Coordenadora Pedagógica) e Daniela Baliza(Educação Física)

Montes Claros – Junho de 2009

Personagens: Mãe, pai, padre, jagunço, noivo, noiva, solteirona, delegado


Entram a mãe e o pai da noiva:

Mãe: (chorando) – Minha filhinha... por que ela tem que casar tão nova?

Pai: (sério e mão na cintura) – Tem sim! Quem mandou ficar de oio nele?

Entra o padre:

Padre: E aí, meu cumpadre! Boa tarde! Vai ou não vai ter casamento?

Pai: Claro que vai, seu padre! Não mandei lhe chamar aqui? Ah, a bênção seu padre!

Mãe: A bênção, seu padre!

Padre: Estão abençoados! Mas cadê os noivos?

Pai: Já mandei um jagunço buscar o noivo. Vem nem que for amarrado!

Padre: Mas pra que isso, cumpadre? O noivo não quer casar não? E o senhor vai obrigá-lo?

Pai: Deixa estar seu padre!O senhor num entende de nada mas pode deixar que vai ter casamento!

Entra dois jagunços com o noivo seguro pelas mãos como se amarrado:

Pai: Ah, trouxe ele, né? Agora ocê vai ter que casar, quem mandou ficar de oio nela?

Noivo: mas ela parecia que estava gostando de mim também! Num pensei que ia precisar casar!

Pai: Cala a boca, rapaz, senão minha fia vai ficar viúva é cedo! E cadê essa menina que num chega logo?

Chega a noiva num carrinho de mão bem enfeitado puxado por alguém:

Noiva: Tô aqui, pai... carma que tô chegando!

Pai: Até que enfim!

Noiva: Oi, amor1 Até que enfim vamos ser felizes...

Noivo: Oh, jesus eu sou tão novo pa casar!

(a noiva chora)

Pai: Cê num tem medo de morrer mesmo, né rapaz! Anda seu padre, casa logo, porque o melhor de tudo vai ser quando acabar tudo!

Padre: Então, Jervásio, ocê aceita casar com Rosinha?

Noiva: é tudo que mais quero!

Padre: Jervásio, ocê aceita casar com a Rosinha?

Noivo: (gaguejando) É que...

Pai: Aceita sim seu padre! Casa logo que eu tô mandando!

(o noivo faz uma cara ruim)

Padre: Tá feito! Que Deus abençoe esta união... Ah, tem mais alguém aí que deseja se casar?





Aparece uma confusão de noivas puxando noivos para casar...

Padre: Calma, calma! Ainda dá tempo!

O padre inicia rezando no local onde realizará os casamentos:

Padre: “Em nome do prato, do frito, do assado e do cozido, pra deeeeentro!”

Meus irmãos e minhas irmãs, boa tarde pra suncês! Sejam todos bem vindos ao Arraiá do Subaco da Cobra. Vamo começar a cerimonha co o casamento coletivo como sempre!

Que entrem os noivos! (aguardar os noivos em fila)

Agora, que entre as noivas do outro lado da fila! (aguardar as noivas na fila)

Vamos acaba logo com isso!

Seu Jervásio com a rosinha, Seu Joaquim co a dona Joaquina fala fina, dona Bartiana co o Bartião babão, Jurema co o João corta pão, Seu Teobaldo co a Ermenezilda, Seu Bertolina com a Bertolda... Seu Quezinho com a Clotilde cocozinha... chegeuem aqui mais de pertinho em nome do prato, do frito, do assado e do cozido, pra dentro!...

Os noivos me respondam por favor: Já que vocês todos resolveram se casar, é com gosto que vêm ao altar e prometem ser fiel às esposas na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, na vida e na morte?

Noivos: Ieu? Na morte? Na doença? Na tristeza? Ieu é que não! Nunquinha da silva!!!

Padre: Seu delegado!!!!!

Delegado: Pois não seu padre! O que que é seu noivo?

Noivos: Não seu delegado! Aceitamos sinsinhô!

Padre: Senhorita noivas! Vocês aceitam seus maridos como legítimos esposos e prometem honrá-los e obedecê-los de manhã, ao meio dia, de tarde e de noite, fazendo suas obrigações e criando seus filhos direitinho?

Noivas: Sinsinhô seu padre! Ele é tão bonzinho!!!

Padre: Alguém tem alguma coisa para falar contra esse casamento coletivo? Se tiver, fale agora ou cale-se para sempre!

Já que não tem, eu vos declaro marido e mulher em nome do prato...

Vão embora ser feliz pra lá!

(os casais se preparam para sair dando as mãos e se separam com o desespero da solteirona que entra gritando escandalosamente:

SOLTEIRONA: Socorro seu Padre! Eu também quero me casar! Me acode, pelo amor de Deus, seu padre!!

Padre: Calma, calma! Meus queridos irmãos, alguém aí quer casar com esta SENHORIRORA?

(aguarda um tempo e logo fala:

__Bem! Já que ninguém não apareceu, solteira você não fica! Case-se comigo em nome do prato, do frito do assado e do cozido! (Sai de mãos dadas com a solteirona e passa por entre os sacais que, logo que o padre passa, dão as mãos e saem falando também “Em nome...”

PAI (sai com a mãe e fala alto: Boa tarde(ou boa noite) pra todos vocês e vamos pra festa do 24º Arraiá do Pedacinho! (sai correndo e tropeçando atrás dos casais).

Nenhum comentário: